segunda-feira, 12 de abril de 2010

Novela da TV Globo: apologia do adultério

[VMA.jpg]


por João Cruzué

Fiquei impressionado com a insatisfação
de tantas pessoas, inclusive jornalistas,
sobre a quantidade de traições
e adultérios que acontecem na
velha novela das oito
- mal-entitulada de
"Viver a Vida".

Minha surpresa veio do fato de
que não são os crentes,
mas os não-crentes que estão
fartos de sua apologia ao adultério.
As provas disso estão nos blogs
com o nome da novela,
no site da Editora Abril,
etc.

É impresionante a quantidade
de adultérios e traições
que são despejados todo dia,
há decadas,
por esta emissora de TV.

Ninguém é obrigado a ver porcarias,
mas se a TV é uma concessão pública,
porque aceitar passivamente
que a concessão vá para um grupo
que se prima por destruir
os valores que restam da
família brasileira?

É uma pedagogia nefasta.
Creio que a família brasileira
merece coisas melhores.
É ela quem paga a conta quando copia
estas más influências.

Perguntar não é pecado.

E os comentaristas dos blogs de
Viver a Vida perguntaram:
O que faz uma criança no meio daqueles
atores?
Recebendo aulas de adultério?

Isto é vergonhoso!

O nome correto dessa novela deveria ser
"Viver mal a Vida"



http://olharcristao.blogspot.com/2010/03/novela-tv-globo-apologia-adulterio.html

1 comentários:

MAZZINI disse...

Concordo, mas ninguem sozinho tem poder para mudar isso.

Postar um comentário